quinta-feira, 30 de abril de 2015

Outra vez! Caminhão carregado de madeira tomba na BR-230


De acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal, um caminhão tombou e deixou vários pedaços de madeira serrada espalhados na pista nesta quarta-feira (29), no km 30 da BR-230, na Transamazônica, município de Vitória do Xingu. Desde o momento do acidente por volta das 4h até o 12h a pistas precisou ser parcialmente interditada.

Ainda segundo a PRF, o acidente só ocorreu por que o caminhão teve que fazer movimento brusco na pista para não colidir com um ônibus que fazia ultrapassagem em local proibido. O motorista não sofreu nenhum tipo de ferimento. Conforme a corporação, toda a carga espalhada na pista já está sendo retirada.

Ox.

São Felix do Xingu e Rurópolis sofreram terremotos.


O Observatório Sismológico da Universidade de Brasília (UnB) registrou sete tremores de terra no Pará somente neste ano, embora com magnitudes moderadas. 

O mais recente ocorreu em São Félix do Xingu, no dia 12 de abril, mais precisamente às 1h24, com o epicentro próximo ao centro da cidade, com magnitude de 1,9 na escala Richter. 

O maior tremor de terra ocorreu em Santa Maria das Barreiras, com magnitude de 2,7 graus, no dia 16 de março. No mesmo mês, outro evento sísmico foi registrado na cidade de Rurópolis, com tremor de 2,3 graus na escala Richter. Além do tremor em São Félix, outro considerado como mais ‘fraco’ aconteceu em Itaituba, com 1.9 grau, fenômeno observado no dia 19 de janeiro. E no mesmo dia a terra tremeu em Rio Maria, onde houve registro de 2,4 graus.

Segundo o portal Na região Norte, o município de Feijó, a 344 quilômetros da capital do Acre, Rio Branco, registrou o tremor mais forte da região Norte, com 4.6 graus da escala Richter. Além do Pará e Acre, Tocantins e Amazonas também registraram terremotos, segundo o Observatório Sismológico da UnB.

Por serem abalos inferiores a 3,5 graus, raramente foram notados nas regiões citadas acima. Os que oscilam entre 3,5 a 5,4 graus geralmente são percebidos, mas raramente causam danos. 

Segundo os especialistas na área, os estragos só começam a ser sentidos a partir dos 5,5. Os tremores registrados entre 5,5 e 6 graus são suficientes para arrasar qualquer edifício com situação bastante precária. Já os eventos entre 61, e 6,9 graus destroem áreas de até 100 quilômetros de raio. O terremoto que devastou o Nepal, no Sul da Ásia, no último final de semana teve magnitude de 7,8. 

ÚLTIMOS TERREMOTOS

Redenção - 18/01 - Magnitude 2,4 graus

Rio Maria - 19/01 - Magnitude 2,4 graus

Itaituba - 19/01 - Magnitude 1,9 graus

Santa Luzia do Pará - 20/01 -Magnitude 2,7 graus

Rurópolis - 03/03 - Magnitude 2,3 graus

Santa Maria das Barreiras - 16/03 - Magnitude 2,7 graus

São Félix do Xingu - 12/04 - Magnitude 1,9 graus


(Diário do Pará)

Corpo de bombeiros faz vistorias em comércios de Uruará

A equipe do Corpo de bombeiros da cidade de Altamira estará em Uruará até o próximo sábado dia 02 de maio, para orientar os comerciantes para que regularizem seus estabelecimentos.
O 1º Tenente do Corpo de Bombeiros Gilmarcos, disse que as atividades em Uruará estão sendo cumpridas de acordo com a legislação de segurança contra incêndio e pânico. “Os comerciantes deverão regularizar seus estabelecimentos junto ao Corpo de Bombeiros. São duas equipes, uma estará na Secretaria de Meio Ambiente (SEMMA) para dar entrada do processo junto ao Estado e a outra equipe fará a vistoria no local do estabelecimento”, explicou.
Ele disse que o processo varia de acordo com a área, mas que todos os estabelecimentos devem ser vistoriados, com sujeição a multa e até interdição. “Todos comerciantes, isto é, toda atividade comercial necessitam de nossa vistoria e regularização, assim, o estabelecimento garantirá a segurança contra incêndio e pânico para os colaboradores e clientes. Quem não se regularizar estará sujeito a multa ou interdição do estabelecimento”, disse.
Os comerciantes deverão procurar a equipe do Corpo de Bombeiros na SEMMA, até o próximo sábado, dia 02 de maio. A partir daí, todos serão orientados pela equipe de Bombeiros, recebendo as orientações e os procedimentos a serem tomados.

Paralização de servidores da Viação e Obras entra no segundo dia em Uruará

Os funcionários da Secretaria de Viação e Obras do Município de Uruará continuam com suas atividades paralisadas há quase 48 horas. Segundo eles, o salário está com dois meses de atraso. E só irão voltar a trabalhar quando receberem.

O servidor Filemon pediu a compreensão da população e disse que esta é a primeira vez da história do Município de Uruará que os servidores da Viação e Obras paralisam suas atividades. “O primeiro recado que gostaria de deixar é para os moradores, que eles tenham compreensão, porque estamos parados por falta de salário. Mecânicos, garis, serviços gerais, motoristas. Todos nós estamos passando necessidades financeiras.

Esta é a primeira vez que os funcionários da SEVO param.Filemom disse ainda que a prefeitura queria pagar apenas parte dos funcionários, mas eles não aceitaram e enfatizou que “ou a prefeitura paga todos ou ninguém trabalha”. Ele apelou ainda ao Legislativo de Uruará para que os vereadores tenham piedade. “Olhem por nosso lado. Peço aos vereadores que defendam os funcionários públicos. Que fiscalizem e interceda por Uruará”, pediu.O servidor Amaro Francisco disse que todos os servidores da Viação e Obras estão passando necessidades financeiras. “Não tem condições trabalhar com fome. O comércio não quer mais vender. O gás acabou, as faturas venceram. Não temos dinheiro nem pra comprar remédio. A SEVO nunca havia parado, mas agora fomos obrigados a paralisar as atividades”, pontuou.

A presidente interina do Sinspur, Ana Cristina Martins, contou como está a situação e disse que se a prefeitura não pagar os servidores da Viação e Obras até amanhã, dia 29, os funcionários irão entrar em greve. “Após meses recebendo seus salários atrasados a categoria não agüentou e decidiu junto com SINSPUR entrar em ação. Hoje 28 de abril de 2015 os servidores ainda se encontram sem previsão de receber. Ontem (27) pela manhã, reunidos os servidores decidiram não trabalhar enquanto não recebessem o salário. Enquanto conversávamos, o chefe de Gabinete me ligou dizendo que queria conversar comigo. Fui até a Prefeitura e lá estava o secretário de Administração, Marcos Baida; o de Viação e Obras, Edson Ferreira; a advogada Solange e chamaram também o diretor de RH. O secretário Marcos Baida começou a expor as dificuldades da administração, que o FPM está bloqueado, que estavam tentando na justiça o desbloqueio, que queriam resolver com diálogo. Me pediu um voto de confiança e que os servidores mantivessem os serviços essenciais, limpeza e coleta do lixo e manutenção dos carros que fazem esse serviço e dos carros da Secretaria de Saúde. Pedi que ele fosse dar aquelas explicações aos servidores e ele se comprometeu ir à Sevo às 16:00 horas para apresentar uma solução aos servidores e dizer quando poderiam fazer o pagamento. Voltei para a SEVO, passei essas informações ao pessoal e lá ficamos até o meio dia. Saímos para o almoço e retornamos às duas, dentro do horário do expediente. Aguardamos até 16:30 h e nada deles aparecerem. O seu Edson pediu pra eu ligar pra saber se eles viriam, mas eu disse que não iria ligar, pois eles tinham firmado um compromisso comigo e que eu aguardaria mais um pouco, se eles não aparecem eu iria tomas outras providências. O Edson, então ligou para o Baida que mandou nos dar o seguinte recado: Hoje, dia 28, pagaria o pessoal da limpeza e os demais só quando o FPM fosse desbloqueado. O pessoal, é claro, ficou revoltado e decidiram que continuariam a paralisação, o pessoal da limpeza disse que não voltaria a trabalhar se só eles recebessem e marquei para nos reunirmos hoje (28), pela manhã no SINSPUR, para darmos continuidade às discussões e nos preparamos para a greve, caso não haja uma solução (o pagamento)”, disse.

Segundo ela, foi enviado um ofício ao Executivo informando que os servidores só voltarão a trabalhar caso aja uma explicação e efetivação do pagamento. “Estamos aguardando uma resposta decente, com a presença do prefeito ou alguém que nos traga uma solução. Ainda não entramos oficialmente em GREVE, mas entraremos no tempo legal, caso não haja uma solução”, explicou. O vereador Gilmar Milanski, disse que é dever e obrigação da Prefeitura pagar o salário atrasado dos servidores. “Não há como não estar ao lado dos servidores. São pais de famílias que precisam de seus salários. E, eles só querem receber. A prefeitura tem o dever e a obrigação de efetuar o pagamento dos funcionários”, disse.

Os servidores estão cumprindo sua carga horário de trabalho de 08 ao meio dia e das 14 as 18 hs e aguardam um parecer do Executivo de Uruará que até o fechamento desta matéria não sentou com a classe.


Aumenta número de infectados pelo vírus da Aids no Pará

O registro de pessoas infectadas pelo vírus da Aids aumentou nos últimos anos, principalmente em municípios do interior do Pará, segundo a Secretaria de Saúde do Estado. Apenas 30% dos casos são registrados na capital, os outros 70% acontecem no interior.
De acordo com o último boletim epidemiológico, o Pará é o sétimo estado brasileiro com o maior número de casos confirmados, a maioria entre adultos e jovens. Do ano de 2010 até 2015 foram 2.700 casos notificados.
Mais de seis mil paraenses portadores do vírus HIV recebem assistência médica por meio do Sistema Único de Saúde (SUS). Em Belém, é a Unidade de Referência Especializada (URE), do bairro do Telégrafo, que atende esses pacientes.
De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde, já é possível fazer o teste rápido para detectar o vírus nos 144 municípios do Pará. O atendimento especializado na Aids registra uma média de 12 casos por mês, um número considerado alto pelos especialistas. A falta de uso do preservativo ainda é um dos principais fatores que contribui para os casos.
Na Região Metropolitana de Belém, a quantidade de infectados diminuiu entres os anos de 2013, onde o registro era de 424 infectados, e 2014 com 247. Em Carajás foram registrados 99 casos em 2013, em 2014 esse número passou para 173. No Baixo-Amazonas subiu de 101 para 150 casos.

quarta-feira, 29 de abril de 2015

Troca de tiro em Altamira resulta em morte de possível traficante.

Um rapaz de 26 anos morreu na madrugada de hoje (29)após trocar tiros com a polícia.

Desde o inicio da manhã de ontem que o GTO da polícia militar estava monitorando esta casa na Rua Bonfim no bairro jardim independente I, a denuncia seria que dentro da residência teria dois homens fortemente armados. A informação procedia e os policias fizeram o cerco na casa e  foram recebidos a tiros. Um dos homens Erick Mendes de 23 anos conhecido no mundo do crime como BARÉ conseguiu fugir, o outro não teve a mesma sorte e na tentativa de apoiar a fuga do colega acabou sendo atingido. A guarnição chegou a socorrer o baleado e o encaminhou ao hospital municipal, mais devido os ferimentos graves o homem morreu.
ESSE CONSEGUIU FUGIR.

O rapaz foi identificado como Jairo de Sousa Vasconcelos de 26 anos. A arma que o mesmo usava era um revolver calibre 38 que estava municiada com seis projetis, sendo três deflagrados e três intactos.


A ocorrência aconteceu por volta de uma hora da manha. Na casa onde estavam os dois bandidos a policia encontrou um carro, uma motocicleta e quatro quilos e quatro centos e vinte cinco gramas de drogas entre elas 85 gramas possivelmente crack e 4.340 de maconha prensada. Todo material apreendido foi apresentado na delegacia de policia civil.

Por: Sidalécio Souza e Fernanda Macieira 
Fotos: José Antony

Ex-vereador de Novo Repartimento é assassinado.

O ex-vereador de Novo Repartimento, Luis Nunes Gomes, conhecido como Gilberto Rayol, foi morto a tiros, na tarde desta terça-feira (28). O crime aconteceu na casa da vítima, localizada na vila do Tuerê, no município do sudeste paraense.
Rayol foi vereador por dois mandatos no município e havia saído recentemente da prisão. Ele foi acusado de ser o mandante do assassinato de Antônio Martins dos Santos, coordenador de campanha do então prefeito Bersajones Moura.
Além de homicídio, Rayol também respondeu por tentativa de homicídio praticado contra o filho do ex-prefeito.

(DOL com informações de Wellington Hugles/Diário do Pará)

Transamazônica deve ser privatizada


O governo deve incluir mais um lote de rodovias no novo programa de concessões que está sendo finalizado pelos ministros da área econômica, com regras mais flexíveis para atrair INVESTIDORES. O objetivo é oferecer condições para empresas de médio e pequeno porte entrarem na disputa. Uma das possibilidades é elevar de cinco anos para dez anos o prazo para que os concessionários façam a duplicação das estradas. A lista dos novos trechos ainda é mantida em sigilo, mas, segundo fontes que acompanham as discussões, serão incluídas nas próximas rodadas de leilões vias secundárias, alimentadoras das grandes vias e que têm potencial para destravar o escoamento de grãos, a partir do Centro-Oeste. Entre elas estão a Santarém-Cuiabá (BR-163) e a Transamazônica (BR-230), no Pará.

Também está em estudo a adoção de um sistema de gatilho, em que a concessionária se compromete a fazer a duplicação somente no momento em que o movimento atingir um determinado volume de tráfego.

Segundo um interlocutor do Planalto, a presidente Dilma Rousseff tem pressa em repassar alguns trechos de rodovias ao setor privado para “liberar” o Tesouro Nacional, que não tem recursos para fazer os INVESTIMENTOS na manutenção das vias.

Estão em fase de conclusão os estudos da concessão de quatro trechos de rodovias e que poderão ser leiloados ainda este ano. São as BRs 364/060 (MT-GO); 163/230 (MT/PA);364 (GO/MG) e 476/153/282/480 (PR/SC). Entre as novas, cogita-se conceder a BR-267 e a BR-262, no Mato Grosso do Sul, consideradas alimentadores da BR-163, importante corredor de escoamento da produção agrícola.

Nesta segunda-feira, o líder do governo na Câmara, José Guimarães (PT-CE), disse que o pacote de infraestrutura para o país está orçado em R$ 150 bilhões, mas poucos horas depois foi desautorizado pelo ministro da Secretaria de Comunicação do governo, Edinho Silva.

Com informações de O Liberal

'Máfia verde' influenciou punição imposta pela Aneel à Belo Monte, diz defesa



O representante legal do consórcio Norte Energia, advogado Claudio Girardi, disse que a punição imposta pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) ao consórcio Norte Energia, dono da hidrelétrica de Belo Monte, foi influenciada por questões ambientais, em detrimento de critérios relacionados ao setor elétrico. "Existe uma máfia verde por trás desse projeto", comentou Girardi, referindo-se à negação da diretoria colegiada da Aneel, sobre o pedido de perdão por atrasos na usina.
A Norte Energia tinha pedido que a agência perdoasse 455 dias de atraso na obra, por conta de ocorrências como greve, atos de vandalismo, demora no licenciamento, entre outros fatores. A Aneel, no entanto, amparada por três pareceres de áreas técnicas da agência, rejeitou integralmente o pedido do consórcio.
"Nem um dia de reconhecimento por atraso? Respeito as decisões da Aneel, passei 11 anos nesta casa, mas acredito que as decisões tenham que se basear em mais racionalidade e não somente em agir com emoção", disse Girardi.
O advogado, único representante da Norte Energia presente na audiência pública da Aneel, disse que o consórcio vai recorrer da decisão na própria agência. A empresa já conseguiu uma liminar no Tribunal Regional Federal (TRF) para suspender as obrigações financeiras do consórcio junto às distribuidoras de energia.

Governo federal entrega áreas de floresta amazônica em Altamira à exploração privada



O Serviço Florestal Brasileiro firmou, ontem (28), contratos de concessão de quatro unidades de manejo da Floresta Nacional de Altamira, no sudoeste do Pará. Duas empresas farão a exploração da área de 362 mil hectares, que tem potencial de produção anual de 200 mil metros cúbicos (m³) de madeira legal e sustentável.

Segundo a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, o ministério já está estudando a criação de mais 2 milhões de hectares destinados às concessões e outros 2 milhões para turismo e conservação da biodiversidade. "Nosso objetivo é ampliar o número de concessões e mostrar que é mais interessante manejar dentro da lei do que COMPRARmadeira ilegal, o que ainda leva à sonegação. É uma mudança de visão, mostrando que a fiscalização coíbe o ilegal e a gestão e o manejo fomentam o que é legal."

Os contratos assinados detêm a área máxima passível de concessão na Floresta Nacional de Altamira, que tem 725 mil hectares e abrange os municípios de Altamira, Itaituba e Trairão, todos no Pará. A expectativa é que as novas concessões gerem até R$ 80 milhões por ano e cerca de 900 empregos diretos.

As concessões de florestas públicas federais começaram em 2006 e chegam agora a uma área total de 842 mil hectares. Segundo a ministra, é observada, nessas áreas, uma diminuição do desmatamento, que ainda não é, porém, expressiva. "O combate ao desmatamento ilegal é feito por fiscalização. Mas à medida que se aperfeiçoam os planos de manejo e autorizações, dota-se o sistema de rastreabilidade e transparência e se aperfeiçoam os editais de concessão, com menos burocracia. Sendo mais afirmativo, começa-se a mudar essa cultura."

BRs no Pará serão privatizadas em breve, garante governo

O governo deve incluir mais um lote de rodovias no novo programa de concessões que está sendo finalizado pelos ministros da área econômica, com regras mais flexíveis para atrair investidores. O objetivo é oferecer condições para empresas de médio e pequeno porte entrarem na disputa. Uma das possibilidades é elevar de cinco anos para dez anos o prazo para que os concessionários façam a duplicação das estradas. A lista dos novos trechos ainda é mantida em sigilo, mas, segundo fontes que acompanham as discussões, serão incluídas nas próximas rodadas de leilões vias secundárias, alimentadoras das grandes vias e que têm potencial para destravar o escoamento de grãos, a partir do Centro-Oeste. Entre elas estão a Santarém-Cuiabá (BR-163) e a Transamazônica (BR-230), no Pará.
Também está em estudo a adoção de um sistema de gatilho, em que a concessionária se compromete a fazer a duplicação somente no momento em que o movimento atingir um determinado volume de tráfego.
Segundo um interlocutor do Planalto, a presidente Dilma Rousseff tem pressa em repassar alguns trechos de rodovias ao setor privado para “liberar” o Tesouro Nacional, que não tem recursos para fazer os investimentos na manutenção das vias.

População incendeia pneus na PA-263 e exige melhoria da via

Moradores de Tucuruí e de Goianésia do Pará, no sudeste do estado, bloquearam nesta terça-feira (28), a PA-263, que liga os dois municípios. Cerca de 100 pessoas participaram do protesto.
Os manifestantes atearam fogo em pneus pra evitar a passagem de veículos e usaram faixas para chamar a atenção sobre as condições da estrada.
O mato invade a pista que cobre as poucas placas de sinalização existentes, e os buracos estão por toda parte. A manifestação causou um congestionamento de dois quilômetros.
A estrada foi liberada no início desta tarde, depois que representantes do Ministério Públicogarantiram que vão encaminhar as reivindicações dos moradores para a Secretaria Estadual de Transportes.
G1 Pará

Começa campanha de vacinação contra a gripe no Pará

Começou nesta segunda-feira (27), no Pará, a campanha de vacinação contra a gripe. As doses da vacina contra o vírus influenza estão disponíveis nos postos de saúde e a meta é vacinar 250 mil pessoas somente na capital paraense. O dia D da campanha nacional contra a gripe será no dia 9 de maio, mas a campanha segue até o dia 22 do próximo mês.
A gripe é considerada uma doença grave e de fácil transmissão. “A gente fica com pena das crianças, mas é muito importante elas tomarem a vacina. É melhor elas chorarem um pouquinho na hora da vacinação do que mais tarde adoecer”, analisa a enfermeira Marina Dina.
Os idosos fazem parte do foco da campanha. “Todo ano eu tenho que tomar para prevenir a doença. Se vier uma gripe vai ser fraquinha”, disse o aposentado Francisco Bento da Silva.
“A vacina previne que a pessoa morra, que tenha complicações e reduz as internações”, afirmou a coordenadora de imunização da Secretaria Municipal de Saúde (Sesma), Nazaré Athayde.

Usuário de drogas e seu filho de apenas 05 anos foram mortos a tiros enquanto dormiam

O homem foi morto a tiros enquanto dormia
Na noite deste último domingo (26) um homem e seu filho de apenas 05 anos foram assassinados a tiros enquanto dormiam em sua residência localizada no Sítio Mucambinho em Saboeiro (435 km de Fortaleza).
Segundo informações preliminares, a vítima foi identificada como Jorge Henrique do Nascimento de 25 anos e seu filho identificado apenas pelas iniciais P.H.N. estavam deitados na cama momento em que 02 indivíduos encapuzados invadiram a casa e se aproximaram das vítimas efetuando vários disparos. Em seguida os assassinos fugiram em um veículo tomando rumo até então ignorado.
Jorge Henrique foi atingido por 04 tiros de revólver calibre 38 sendo dois no braço, um no abdômen e um na coxa e não resistiu aos ferimentos vindo a morrer no local do crime. Já seu filho foi atingido por um disparo na cabeça e foi encaminhado ao Hospital Regional de Iguatu, mas também não resistiu aos ferimentos e morreu após dar a entrada na unidade médica.
Segundo relatos da esposa da vítima identificada como Maria Pereira da Silva Nascimento, seu marido que trabalhava como pedreiro era usuário de drogas o que reforça a hipótese de que o crime foi cometido por dívidas ao tráfico.
Os corpos das vítimas foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) de Iguatu. A Polícia Civil investiga o caso e trabalha na tentativa de identificar os autores do duplo homicídio.

Repórter Cidades / Plantão Policial Jerry Mesquita

Aneel nega adiar cronograma e Belo Monte pode ter prejuízo milionário


Depois de quase 5 meses de análise, a diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) decidiu nesta terça-feira (28) rejeitar o pedido do consórcio Norte Energia, responsável pela construção da hidrelétrica de Belo Monte, no Pará, para adiar o cronograma de entrada em operação da usina.

A alteração no cronograma isentaria a Norte Energia de COMPRAR no mercado, de outras usinas, a energia que vai deixar de gerar devido a atrasos nas obras, para entregar aos clientes. A decisão da Aneel, portanto, deve obrigar o consórcio a cumprir seus contratos, o que pode representar um prejuízo milionário. Maior projeto do país na área elétrica, Belo Monte deveria ter começado a gerar energia, e a entregá-la a seus clientes, em 28 de fevereiro de 2015. Nesta data, de acordo com cronograma previsto em contrato, entraria em operação a primeira turbina da hidrelétrica. Porém, de acordo a Norte Energia, isso só deve acontecer em novembro de 2015 – ou seja, 9 meses depois do previsto. Os atrasos atingem o chamado Sítio Pimental, casa de força complementar de Belo Monte, que ao todo terá 6 turbinas com capacidade para gerar 233,1 MW (megawatts), cerca de 3% de toda a eletricidade que será produzida pela hidrelétrica. O contrato de concessão prevê que, até novembro, 5 das 6 turbinas de Pimental deveriam entrar em operação, num total de 194,25 MW, mas esse cronograma não será cumprido.

terça-feira, 28 de abril de 2015

Conferência de direitos humanos discute situação carcerária no PA

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-PA) realizou nesta segunda-feira (27), uma conferência internacional sobre direitos humanos. O evento reuniu magistrados para falar, por exemplo, sobre a situação carcerária no país.
A maioria das cadeias estão em péssimas condições para abrigar os presos. A superlotação piora este quadro. No Pará, são apenas 7.800 vagas para 12.900 detentos. Destes, 45%, cerca de 5.800, são provisórios. Com a superlotação, as penitenciarias estão mais sujeitas a ocorrências de motins, tentativas de fugas e fugas, que este ano já chegam a 149, nas 42 unidades prisionais do estado.
O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, fez o pronunciamento de abertura. “Nós temos hoje em todo o mundo, e também no Brasil, um menosprezo à vida. A trivialização da tortura, da violência. Temos hoje em nosso país cerca de 600 mil presos, dos quais 40%, aproximadamente 240 mil, são preso provisórios”, disse

Uepa divulga sexta lista de repescagem de processos seletivos

A Universidade do Estado do Pará (Uepa) divulgou na manhã desta segunda-feira (27), em Belém, a sexta lista dos candidatos convocados na repescagem do Programa de Ingresso Seriado (Prise) e Processo Seletivo 2015 (Prosel). A relação pode ser acessada no site da Universidade.
Segundo a Uepa, em razão de não haver mais candidatos classificados para o preenchimento de vaga no Prise nas localidades, cursos e situação de cotas, foi feito um remanejamento das vagas para o Prosel, obedecendo a ordem de classificação nas condições de cotista e não cotista.
Os candidatos convocados devem efetuar a matrícula nos próximos dias 29 e 30 de abril, de 8h ao meio-dia e de 14h às 18h, na coordenação do campus para o qual foi aprovado. Não há necessidade de pré-matrícula.
Para realizar o vínculo com a instituição, os estudantes devem apresentar cópias e originais de documentos como carteira de identidade; Cadastro de Pessoas Físicas (CPF); certidão de nascimento ou casamento; certificado de alistamento militar (para sexo masculino); uma foto 3 x 4 recente (colorida); título de eleitor, acompanhado do comprovante de votação na última eleição; histórico escolar do ensino médio; certificado de conclusão do ensino médio; comprovante de residência; declaração de bolsista integral em escola da rede particular em todas as séries do ensino médio (VRRP).
A Uepa ressalta que os alunos que foram aprovados na condição de cotista, é indispensável que apresentem a documentação comprobatória de que estudaram em escola pública ou como bolsista integral em escola privada.
ORM News

Prazo para quem não tem o Fies fazer a inscrição termina nesta quinta-feira

O prazo para quem ainda não tem contrato do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) está acabando. As inscrições para novos contratos devem ser feitas até esta quinta-feira (30) no site do Fies. Na semana passada, o Ministério da Educação prorrogou para 29 de maio o prazo apenas para quem já tem o auxílio e precisa renovar o contrato.
Muitos estudantes reclamam que não conseguem fazer a inscrição e temem ficar sem o auxílio ao término do prazo.
Em Piracicaba (SP), estudante de direito da Universidade Metodista de Piracicaba (Unimep) encaminhou ao Ministério Público Federal (MPF) um pedido de ação civil pública com liminar junto ao Judiciário. Segundo o universitário César Sacconi Falcão, de 35 anos, o requerimento representa a dificuldade de 1,2 mil alunos que desde janeiro não conseguem se inscrever no Fies.
“Para novas inscrições, que é o meu caso e de mais de mil alunos, a notícia é péssima, pois a omissão apenas confirma o que está acontecendo na realidade: em média, apenas 30% de novas matrículas conseguirão o Fies. É uma diferença gritante comparada a 2014″, disse o universitário.
Até a sexta-feira (23), cerca de 242 mil novos contratos tinham sido feitos pelo site do Fies. O ministro da Educação Renato Janine Ribeiro garantiu, em entrevista ao Bom Dia Brasil, que todos os empréstimos do Fundo de FINANCIAMENTODescrição: Descrição: http://cdncache-a.akamaihd.net/items/it/img/arrow-10x10.png Estudantil (Fies) serão renovados e pediu desculpas pelas falhas apresentadas no sistema de inscrições.

TCU aprova licitação do primeiro bipolo de Belo Monte


O Tribunal de Contas da União aprovou o segundo, o terceiro e o quarto estágios da licitação do primeiro bipolo do linhão de transmissão que vai escoar energia da hidrelétrica de Belo Monte para o Sudeste do país. A concessão do empreendimento foi leiloada em fevereiro de 2014 e arrematada em consórcio por Furnas (24,5%), Eletronorte (24,5) e State Grid (51%) com deságio de 38% sobre o valor da Receita Anual Permitida máxima.

Segundo o TCU, “não foram detectadas não conformidades relevantes nas minutas de contrato, na execução do leilão, no contrato, nos relatórios de habilitação e de resultado, na avaliação do recurso interposto ou no ato de outorga.” Todos esses procedimentos fazem parte das diferentes etapas do processo de licitação conduzido pela Agência Nacional de Energia Elétrica.

As duas únicas ressalvas feitas pelo tribunal na fiscalização do processo foi o prazo de 14 dias para impugnação do edital, considerado superior ao definido em lei; e a exigência de capital e de patrimônio líquido mínimos como critério de habilitação. Neste ultimo caso, o próprio TCU reconheceu que não houve prejuízo à competitividade do certame, já que o deságio foi significativo e o proponente não foi desabilitado em consequência da dupla exigência.

Justiça bloqueia bens de ex-prefeito de Tailândia

Ex-secretário de Saúde e empresários também tiveram bens bloqueados; grupo é acusado pelo Ministério Público Federal de desvio de R$ 715 mil
A Justiça Federal bloqueou os bens do ex-prefeito de Tailândia, nordeste do Pará, Valdinei Afonso Palhares, do ex-secretário de Saúde do município Egnaldo Santos Carvalho e de dois administradores da empresa KM Distribuidora de Medicamentos. O grupo é acusado pelo Ministério Público Federal (MPF) de ter desviado R$ 715 mil em recursos federais destinados à compra de medicamentos.
A decisão, do juiz federal Heitor Moura Gomes, que atua em Tucuruí, foi comunicada ao MPF na última quinta-feira, 23 de abril, e determina que a indisponibilidade de bens tenha abrangência equivalente ao total de recursos desviados.
Segundo informações encaminhadas à Justiça pelo procurador da República Luiz Eduardo de Souza Smaniotto, entre agosto de dezembro de 2012 a Fundação Nacional de Saúde (Funasa) repassou R$ 760 mil à prefeitura de Tailândia para aplicação em assistência básica farmacêutica e outras ações e serviços de atenção básica à saúde.

Ônibus da Viação Ouro e Prata tomba na Transamazônica deixa varios feridos e vítima fatal

No inicio da tarde desta Segunda feira dia 27 de Abril, o ônibus da Viação Ouro e Prata que faz a rota diária de Vitória do Xingu para Santarém tombou na altura do km 105 da Rodovia Transamazônica no Município de Medicilândia, segundo as primeiras informações o acidente foi provocado por problemas mecânicos, a barra da direção do veículo teria quebrado e provocado o acidente do Ônibus que descontrolado tombou em um barranco e caiu as margens de uma lagoa.
O acidente deixou vários feridos em estado grave, algumas vítimas estão internadas no Hospital Municipal de Medicilândia, e outras foram encaminhadas para a cidade de Altamira no Helicóptero
do Grupamento aéreo da PM que ajudou no resgate das vítimas, no momento do acidente foi confirmada uma vítima fatal, o morador do km 120 muito conhecido em Medicilândia por Sr. Gildo, segundo informações ele faleceu na hora do acidente.
Algumas das vítimas do acidente eram moradores da cidade de Placas e de Uruará, este ônibus passa pela cidade de Placas todos os dias a partir das dezessete horas,  no ônibus vinha a minha vizinha dona Geralda Nascimento, com uma filha Leazir e dois netos, segundo informações fornecidas pela família, Dona Geralda machucou o braço e se encontra internada no Hospital Municipal de Medicilândia, sua filha e netos não se machucaram e passam bem.
Dona Geralda é uma senhora muito conhecida na Cidade de Placas e região, é uma das mais antigas membras da Congregação Cristã no Brasil do Município de Placas, estamos torcendo por melhoras na saúde de Dona Geralda e de todas as vítimas no Acidente.
No dia 04 de Abril de 2015 um ônibus da mesma empresa tombou no Município de Placas próximo a comunidade Aparecida Lote 10, no acidente vários passageiros ficaram feridos mas não houve vítima fatal.


Fotos: Marcio Araújo - Tv Cidade Brasil Novo

Servidores paralisam atividades por falta de pagamento em Uruará (PA)

Os funcionários da Secretaria de Viação e Obras do Município de Uruará paralisaram as atividades no município nesta segunda-feira, dia 27. Segundo eles, o salário está com dois meses de atraso.
O servidor Antonio José Pereira de Sousa, o Zé do Brejo, disse que os funcionários da Viação e Obras (SEVO) só voltam a trabalhar caso recebam seus salários.
“Não tem como trabalhar sem receber o salário. 
Como vamos sobreviver? Como vamos sustentar nossa família? Nossos filhos? Estamos com prestações atrasadas, energia atrasada. 
Não temos dinheiro para comprar gás, alimentação, remédio, nada... Tivemos que parar! Mecânicos, motoristas, operador de máquinas pesadas, vigias, garis e serviços gerais. Só voltaremos a trabalhar quando a prefeitura pagar o nosso pagamento”, disse. 
Os servidores estão reunidos na Secretaria de Viação e Obras e aguardam o parecer do Executivo. Segundo um servidor que não quis se identificar, até ao meio dia desta segunda-feira, ninguém da Administração apareceu para dar uma satisfação aos funcionários.