sexta-feira, 30 de junho de 2017

HOMEM É PRESO COM DROGA EM RURÓPOLIS EM OPERAÇÃO ‘ESCOLA LIMPA’

Numa ação conjunta as polícias, Civil e Militar, deflagraram nesta quinta-feira, 29, a operação denominada ‘Escola Limpa’ na cidade de Rurópolis, no oeste do Pará. 
Segundo informou a polícia, após uma investigação, onde o alvo era um possível comércio de entorpecentes, o qual era praticado em uma residência bem próxima a Escola de ensino Fundamental Vila Nova, na região central da cidade, as equipes de polícias civis e militares, IPC Antonio, SGT Valdson, SDS Gomes e Ivanilso, alem da Equipe do Reservado da 17ª CIPM, deflagraram a operação Escola Limpa, e por volta de 18 horas as equipes fizeram a prisão do nacional, José Ronei Alves Lima Filho, 23 anos. Com o mesmo foram apreendidos 80 papelotes de crack, R$ 481,00 em dinheiro, um pano de semi-joias, relógios, facas, cartões de memória, além de outros objetos os quais terão sua procedência averiguada.
O preso e os objetos foram apresentados na Delegacia de Polícia para os procedimentos cabíveis.

FVPP CONSOLIDA TERMO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA PARA REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA NA AMAZÔNIA

Durante esta semana a Fundação Viver Produzir e Preservar esteve em Brasília-DF para discutir questões fundiárias na região Transamazônica. A equipe da FVPP (Projeto 198-2015-PDRSX) se reuniu com a coordenação nacional do Programa Terra Legal e tratou sobre a parceria que regularizou centenas de áreas rurais e urbanas das vilas e chácaras da região.
O encontrou serviu como balanço das atividades realizadas nos últimos anos na Transamazônica. Até gora, 750 áreas já foram mapeadas, o que equivale a mais de cinco mil títulos prontos para serem liberados. “Apresentamos o resultado das ações de todo o trabalho e também consolidamos o termo de cooperação técnica para a continuidade desse trabalho”, contou João Batista Uchôa da FVPP.
O projeto é pioneiro e tem mudado o mapa fundiário da região da Transamazônica e Xingu, e redesenhado o perfil de centenas de pequenos produtores, e moradores de vilas que compõem os municípios dessa parte do estado do Pará. Após décadas vivendo em áreas que nunca foram regularizadas, essas famílias podem finalmente chamar o local onde vivem de casa própria, e ter o direito de vender seus imóveis, ou conseguir um financiamento.
Os trabalhos de mapeamento, e georreferenciamento dessas áreas começaram em 2014, quando a Fundação Viver, Produzir e Preservar – FVPP, apresentou a proposta através de projeto, ao Plano de Desenvolvimento Regional Sustentável do Xingu – PDRSX. Após avaliação pela Câmara Técnica de Ordenamento Territorial, Regularização Fundiária e Gestão Ambiental, o projeto ‘Apoio as Ações de Regularização Fundiária e Ambiental na Transamazônica e Xingu’ (198-2015 FVPP-PDRSX) foi reformulado para retirada do município de Altamira, e a inclusão de algumas comunidades entre Brasil Novo e Uruará.

CAMINHÃO ROUBADO EM AÇAILÂNDIA - MA É LOCALIZADO EM ANAPU - PA

A equipe da Polícia Civil de Anapu, composta pelo IPC Paulo Torres e IPC José Marcelo no final da manhã desta quinta feira (29/06/2017) localizaram o caminhão Trator Iveco, Cinza, placa OXR-3740. O Veículo havia sido roubado em Açailândia no Estado do Maranhão.
Após contato com o dono do veículo que possui rastreador, a Polícia realizou diversas diligências na zona urbana e rural do município de Anapu no Sudoeste do Pará, e conseguiram localizar o veículo no KM 120, que estava estacionado em frente à um comércio. Os Policiais Civis realizaram buscas nas proximidades na tentativa de localizar o condutor do veículo, mas não tiveram sucesso, e foram informados apenas de que um homem gordo de camiseta amarela e suja de graxa teria estacionado o caminhão no local e ido embora logo em seguida. A Polícia Civil de Anapu continuará com as investigações e deverá apurar a autoria do crime.

O dono do veículo já foi informado da apreensão do bem. As investigações prosseguem.

Informações e Foto: Sd Pm 
Henrique Fonseca

Fonte: Facebook/Patrulhão do José Antonioll

ÁRVORE CAI E MATA ADOLESCENTE NA GLEBA ASSURINI

Por Volta das 19:30hrs da noite dessa quinta-feira (29), chegou em uma pequena embarcação no Porto da Balsa do Assurini, o corpo do Jovem Ryan Clemetino da Silva de 15 Anos, vítima de um acidente em um Sítio da família que fica localizado há cerca de 90 km do Porto da Balsa na Vicinal Acesso 2 da Gleba Assurini.
De acordo com informação do tio da vítima, o acidente ocorreu por volta das 14:00hrs da darde desta quinta-feira e no momento estavam apenas os dois no trabalho realizando a derrubada de uma árvore. O tio conta que o motosserra ficou preso na árvore e o tio pediu ao rapaz que levasse um facão para que pudesse fazer a retirada do motor e sem que ele percebesse, a árvore acabou descendo de uma vez caindo em sobre o adolescente que morreu no local.
Desesperado o tio correu para chamar os outros parentes informando da Tragédia. Os familiares e fizeram a remoção do corpo para a cidade de Altamira.
A Polícia Civil foi informada do ocorrido e acionou o Iml para fazer o encaminhamento do corpo para perícias e todos os Procedimentos Cabíveis.

Informações e Fotos: Facebook/Carlos Calaça

IMAGEM PEREGRINA DE NOSSA SENHORA APARECIDA DESEMBARCA EM SENADOR JOSÉ PORFÍRIO

Chegou em Senador José Porfírio nesta quinta-feira, a imagem peregrina de Nossa Senhora Aparecida, ela percorre as paróquias da prelazia do Xingu, milhares de fiéis já apresentaram preces e pedidos de milagres a virgem santa. A imagem que deve passar ao menos duas semanas, chegou recebendo homenagens na cidade do Baixo Xingu, percorreu as Ruas de Souzel, entrou no Hospital da cidade, comunidades e foi colocada em uma berlinda na Igreja Matriz, paróquia de São Francisco Xavier, centenas de fiéis acompanharam em romaria o momento inédito para católicos de Senador José Porfírio.
Missas e novenas estão agendadas para a visita da imagem peregrina de Nossa Senhora Aparecida. O Padre Alírio fez as horas da casa acompanhado de irmãos e irmãs, devoção e fé que só pode ser sentida por quem vive a oportunidade de estar próximo da mãe de Jesus.

Por: Felype Adms
Fotos: Breno Bicelli e Saloma Mendes
Fonte: Xingu230

A POLÍCIA CIVIL INVESTIGA MORTE DE MORADOR DA COMUNIDADE SOLEDADE NO RIO IRIRI

Um trabalhador rural foi assassinado a facadas na última segunda-feira, 26, numa localidade conhecida como comunidade Soledade, nas margens do Rio Iriri, a cerca de 100 km do centro urbano de Uruará. A polícia civil está investigando o caso e testemunhas estão sendo ouvidas. A vítima, Elenilson Brito Barbosa, 46 anos, foi assassinada com 13 facadas no interior de uma residência da referida comunidade. Um suspeito da autoria do homicídio está foragido.
A motivação do crime teria sido uma desavença por causa de um caso extraconjugal de terceiros. A esposa da vítima contou a nossa reportagem que o marido havia saído para caçar na beira do rio Iriri no final da tarde de segunda-feira e não voltou mais para casa.
O corpo do trabalhador rural foi trasladado para a cidade de Senador José Porfírio, na região do Xingu, onde foi sepultado na tarde desta quarta-feira, 28.

Elenilson era casado, deixou esposa e 4 filhos.

quinta-feira, 29 de junho de 2017

HOMEM NÃO IDENTIFICADO E ENCONTRADO MORTO A GOLPES DE FACÃO

Atenção! As imagens São fortes e não foram embaçadas para Ajudar na Identificação e encontrar Familiares da Vítima. O Município de Medicilândia a Cada dia mais Violenta.
Por Volta das 00:00 da noite dessa Quinta-feira(29), a Polícia Militar foi informada de que na Rua WE no Bairro Surubim, havia Um Cidadão Caído em Uma Vala Aparentemente Sem Vida. Então a Guarnição foi até o local da Ocorrência fazer averiguação e Constatou mais Um Homicídio onde a Vítima que não Portava nenhum documento de identificação foi Assassinado com Quatro golpes de terçado (facão) sendo dois golpes no Rosto e mais dois no Pescoço.
Ninguém Viu ou Souber informar como é o porque teria Acontecido esse Crime. A Polícia Civil foi Avisada do Homicídio e Com a Autorização da Polícia Civil o Corpo da Vítima foi Removido Para a Pedra do necrotério do Hospital Municipal de
Medicilândia.

Fotos e Informações: Facebook/Carlos Calaça

TUCURUÍ: JUSTIÇA ACATA PEDIDO DO MP E DETERMINA MEDIDAS PARA QUE AEROPORTO VOLTE A FUNCIONAR

O Tribunal Regional Federal da 1ª Região acatou Ação Civil Pública proposta pelo Ministério Público do Estado do Pará e Ministério Público Federal em desfavor da União, representada pela Secretaria Nacional de Aviação, Município de Tucuruí, Eletronorte, Azul Linhas Aéreas e Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e determinou que sejam adotadas providências para a adequação do aeroporto de Tucuruí às normas legais que regem a infraestrutura aeroportuária, em especial às relativas à segurança, tanto do terminal em si, quanto do serviço de transporte aéreo prestado na localidade.
O aeroporto não está operando, o que vem prejudicando não só a população da cidade de Tucuruí, mas todos os municípios da região, com reflexos no campo da saúde, educação, economia e outros.
"Tucuruí é uma cidade estratégica para a geração de riquezas para o Brasil, abriga centros universitários, hospitais de alta complexidade, é referência para outras cidades como Pacajá, Novo Repartimento, Breu Branco, Goianésia, entre outras. Apesar disso não existe um plano de segurança para barragem em que pese mais de três décadas da construção da hidrelétrica de Tucuruí. Caso ocorra uma ruptura da barragem não há socorro aéreo possível, pois o aeroporto não funciona e não há heliporto em condições de operação noturna', narraram na ação a promotora de Justiça de Tucuruí Adriana Passos Ferreira e o procurador da República Hugo Elias Silva Charchar.
"Além disso dezenas de pacientes em estado grave, que precisam de um atendimento especializado, tem de enfrentar quase de nove horas de estradas em uma ambulância, em iminente risco de morte", complementam os representantes do Ministério Público.
A Justiça Federal determinou que liminarmente os demandados União, Eletronorte e Município tomem as medidas necessárias para a resolução do problema envolvendo os serviços públicos de exploração do aeroporto de Tucuruí e da prestação de transporte aéreo.
Outro pedido de tutela de urgência atendido pelo TRF da 1ª Região é a declaração da invalidade do Convênio nº 002/2016, assinado por União, Município e Eletronorte em 11 de janeiro de 2016. Por meio desse documento, a União transferiu a delegação da exploração do Aeroporto de Tucuruí (SBTU) da Eletronorte para o Município, fixando como termo final para a transferência da delegação o prazo de 180 dias, a contar da assinatura do Convênio, ou seja, até julho de 2016.
"No entanto, ao decidir pela transferência da delegação, A União deveria ter levado em conta que a Eletronorte causou a interrupção dos serviços de administração do aeroporto e de transporte aéreo e que deveria restabelecê-los, plenamente antes que sua delegação fosse extinta", diz o Ministério Público na ação.
Entenda o caso
O Ministério Público apresentou na ação civil Ofício da ANAC informando que, em 2015, a agência reguladora advertiu a Eletronorte de que foram detectadas não conformidades na operação do Aeroporto de Tucuruí a respeito da operacionalidade do Serviço de Prevenção, Salvamento e Combate a Incêndio em Aeródromos. Como a Eletronorte não apresentou defesa suficiente em face do ocorrido, a ANAC decretou medida cautelar de restrição operacional do aeródromo, o que comprometeu a operação do voo com três frequências semanais que a empresa Azul fazia.
A fundamentação da ação indica que os demandados causaram dano ao funcionamento de dois serviços públicos: o de exploração do aeroporto de Tucuruí e o de transporte aéreo.
No mês de janeiro de 2015 a empresa Azul deixou de operar no Aeroporto de Tucuruí alegando interdição parcial da ANAC e no mês de julho a Eletronorte disse que encerrava sua participação na gestão do aeroporto.
Em outubro de 2016 a Anac informou que a Eletronorte não sanou os problemas apontados pela agência, mas mesmo sem cumprir o que estabelecia o convênio, repassou ao Município o aeroporto.
Decisão
O juiz federal Hugo Leonardo Abas Frazão determinou que a Eletronorte , adote as seguintes providências: realize e execute obras de infraestrutura apontadas no relatório da Anac como não conformidades, por meio da licitação e contratação de empresa especializada para fazer tal serviço; restabeleça as exatas condições fáticas e jurídicas necessárias para que a operação da rota com 3 frequências semanais da aeronave AT72, objeto da concessão pública assumida pela empresa Azul, possa novamente ocorrer, apresentando um plano de ação até o dia 30 de julho de 2017 e que a partir disso restabeleça novo prazo de transição para que o ente municipal assuma da Eletronorte a função de autoridade delegada;
Além disso a Justiça determinou ainda que seja realizada a regular licitação e contratação de empresa especializada em administração aeroportuária, com o objetivo de fazer a exploração do aeroporto de Tucuruí, sendo que a vigência da contratação deverá ser de no mínimo um ano ou conforme o período de transição, e a deflagração do respectivo certame deverá ocorrer até agosto/2017, devendo a Eletronorte, apresentar comprovação de que a licitação já se iniciou, informando sobre qual a previsão de contratação da empresa; e que o Município devolva o aeroporto à Eletronorte.
Em caso de descumprimento da Ordem Judicial, as multas aplicadas variam de dez a trinta mil reais diários.


Por: Assessoria de Comunicação
Fonte: MP/PA

PARÁ TEM QUEDA DE 53,97% NO NÚMERO DE INDENIZAÇÕES

Foto: Fábio Costa/O Liberal
O número de indenizações pagas pelo seguro DPVAT caiu 53,97% no Pará no ano de 2016, em comparação com o ano anterior. Foram pagas 1.032 indenizações, o que representa 1,89% no Brasil e 29,13% na região Norte. Já em 2015, este número era de 2.242 mil indenizações. Somando as ocorrências de todo o país, as indenizações sobem para 434 mil. As informações foram divulgadas pela seguradora Líder-DPVAT, responsável pela operação do seguro.
Apesar de ser um número considerado baixo em relação ao resto do país, o Pará está em segunda posição na região Norte. A liderança é de Rondônia, com 1.602 (45,22%). O terceiro lugar é de Tocantins, com 547 indenizações (15,44%).
Os acidentes com motocicletas lideram as estatísticas no Pará, com 54% das ocorrências. Indenizações por morte somaram 1.200 (44,63%) e invalidez atingiram  10.564 (31,95%). “O que nos deixa mais consternados é ver que são todos muito jovens”, diz Ismar Torres, diretor-presidente da seguradora. Historicamente, a maioria dos acidentes de trânsito com vítimas no Brasil ocorre com pessoas que têm entre 18 e 44 anos, dos quais cerca de 75% são homens maioria homens.
PREVENÇÃO
O número de indenizações pagas em 2016, apesar de ser ainda muito alto, foi 33,4% menor em relação ao exercício anterior no país. A queda é reflexo de ações de prevenção de acidentes e de fiscalização do trânsito, como a Lei Seca, radares, uso do cinto de segurança e elevação do valor das multas.
COMO SOLICITAR
O pedido de indenização do Seguro DPVAT pode ser feito gratuitamente em pontos oficiais de atendimento espalhados por todos os municípios brasileiros, como as agências dos Correios. O prazo para entrar com o pedido é de até três anos, contados a partir da data do acidente. A documentação necessária para cada tipo de cobertura está descrita no site e pode ser informada também pelo 0800 022 1204.
O seguro DPVAT (Danos Pessoais causados por Veículos Automotores de Via Terrestre) cobre casos de morte, invalidez permanente ou despesas com assistências médica e suplementares (DAMS) por lesões de menor gravidade causadas por acidentes de trânsito em todo o país.

ORM

CÂMARA APROVA PROJETO DE TIRIRICA QUE INCLUI ATIVIDADES CIRCENSES NA LEI ROUANET

A Comissão de Constituição e de Justiça (CCJ) da Câmara aprovou hoje (28), em caráter conclusivo, projeto que altera a Lei Rouanet de incentivo à cultura para reconhecer a atividade circense como manifestação cultural nacional . O projeto é de autoria do deputado Tiririca (PR-SP). Com isso, o texto seguirá para a apreciação do Senado e, se for aprovado, vai à sanção presidencial.
O projeto inclui explicitamente as artes e as atividades circenses como modalidades artísticas que podem ser beneficiadas pelos mecanismos de incentivo fiscal estabelecidos na Lei Rounet. Na justificativa do projeto, o deputado Tiririca afirma que são enormes as dificuldades de sobrevivência encontradas pelos circos no Brasil, especialmente os pequenos e familiares, dentre elas o alto custo para manutenção dos circos.
O circo brasileiro, graças à sua essência popular e a seu perfil itinerante, constitui a principal forma de diversão e de acesso à cultura de grande parte da nossa população, especialmente daqueles que, por razões socioeconômicas ou geográficas, não têm muitas oportunidades de lazer”, diz Tiririca.
Ainda na justificativa do texto, Tiririca afirma que, muitas vezes, os pedidos de patrocínio para a atividade circense são rejeitados pelas empresas por preconceito ou desconhecimento do valor artístico e cultural da atividade. “Outras vezes, a inadequação das exigências burocráticas à realidade dos circos brasileiros é o que afasta os artistas circenses do acesso aos recursos públicos”.

Fonte: Agência Brasil

SOCIEDADE CIVIL COBRA OBRAS DE PAVIMENTAÇÃO DA TRANSAMAZÔNICA EM BRASÍLIA

Esta semana, representantes da sociedade civil organizada da região Transamazônica estiveram em Brasília-DF cobrando soluções para atual situação da rodovia Transamazônica (BR-230). O grupo liderado pelo deputado federal, Zé Geraldo (PT), foi recebido por representantes do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), órgão responsável pela rodovia.
Atualmente as obras de pavimentação da rodovia Transamazônica praticamente estão paralisadas. Com isso o encontro foi todo pautado em questionamentos e busca por soluções.
No trecho entre Altamira e Medicilândia havia quatro pontos do asfaltamento com problema. Hoje somam sete pontos críticos.
Outra cobrança feita pelos movimentos sociais foi a morosidade na construção das pontes de concretos. Embora já licitadas, algumas se quer começaram a ser construídas. Outra queixa foi do orçamento que antes era de R$ 500 milhões de reais e hoje R$ 99 milhões. “Isso é motivo de preocupação e por isso nós reunimos aqui com o DNIT e fizemos uma avaliação crítica, pois de Altamira até Rurópolis só tem R$ 9 milhões de reais. Já no trecho de Novo Repartimento a Marabá só tem R$ 90 milhões”, indagou João Batista Uchôa da Associação Regional das Casas Familiares Rurais.
De acordo com João Batista o encontro foi negativo e as lideranças da região pretendem se mobilizar. “Nosso papel enquanto liderança de Movimento Social é acompanhar essas questões e por isso a gente volta para Altamira com uma estratégia de mobilização para fazer pressão a um Governo que inexiste. Não podemos abrir mão de um direito que já estava em curso, já havia sido conquistado e agora foi tirado”, explicou João.

Até a publicação desta reportagem o DNIT não comentou o assunto.
Fonte: O Xingu

DEPUTADO ZÉ GERALDO DENUNCIA RETIRADA DAS MÁQUINAS DA TRANSAMAZÔNICA NO TRECHO ALTAMIRA/MEDICILÂNDIA

Em pronunciamento na plenária da Câmara dos Deputados na última terça-feira, 27/06, o deputado federal, Zé Geraldo (PT), acusou o Governo federal de retirar as máquinas da Empresa Sanches Tripoloni da Rodovia Transamazônica (BR-230). A empresa era responsável pela pavimentação e recuperação do trecho entre Altamira e Medicilândia. Essa medida deve prejudicar os usuários da rodovia.

Veja o depoimento no vídeo

Fonte: O Xingo com informações da TV/Câmara

quarta-feira, 28 de junho de 2017

YOUTUBER AMERICANA MATA NAMORADO DURANTE GRAVAÇÃO DE VÍDEO

Jovem de 19 anos atirou no rapaz tentando "conseguir mais visualizações" para o canal do casal
Foto: Reprodução/YouTube
A americana Monalisa Perez, de 19 anos, foi presa na noite desta segunda-feira (27) por ter matado seu namorado, Pedro Ruiz, de 22 anos, enquanto o casal gravava um vídeo para seu canal no YouTube. Na quarta-feira, a jovem foi acusada de homicídio em segundo-grau (homicídio culposo, nas leis brasileiras), um crime que tem uma pena máxima de 10 anos ou uma multa de US$ 20.000, ou ambos.
A jovem ligou para a emergência na segunda-feira à noite para relatar que ela tinha atirado acidentalmente em Pedro no peito, enquanto eles faziam um vídeo para o YouTube na casa em que eles moravam, em Norman County, estado do Minnesota. Os policiais encontraram Pedro Ruiz com um ferimento de arma de fogo no peito, e ainda tentaram salvar sua vida, mas ele não resistiu e morreu no local.
Monalisa Perez, que tem uma filha com o jovem que faleceu e está grávida, disse à polícia que seu namorado queria fazer um vídeo para o YouTube em que ela atirava em um livro enquanto ele estava o segurando, pois ele acreditava que o livro iria deter a bala. Em sua conta no Twitter, antes do acidente, a youtuber disse na segunda-feira que o casal planejava gravar um vídeo perigoso. "É ideia dele, não MINHA”, escreveu Monalisa.
A jovem disse às autoridades que seu namorado estava tentando convencê-la "há algum tempo" para atirar no livro enquanto ele o segurava por um vídeo do YouTube. O casal tem um canal no site de vídeos desde março, onde eles mostravam desafios, brincadeiras e “a vida real de um jovem casal que já são pais". As duas câmeras que gravaram o baleamento foram confiscadas como provas da investigação.

A tia de Pedro, Claudia Ruiz, disse à TV americana que seu sobrinho lhe disse que queria fazer o vídeo "porque queremos mais espectadores, queremos ser famosos".

Fonte: ORM News

VEREADOR DE MARABÁ E IRMÃO EX-SECRETÁRIO SÃO CASSADOS POR ABUSO DE PODER

A justiça cassou o vereador Miguel Gomes Filho e seu irmão Pedro Torres da Silva, que ocupou cargo de secretário Municipal de Agricultura de Marabá em 2016, por abuso de poder. Ambos foram condenados à inelegibilidade por oito anos. Cada um deles terá de pagar multa de R$ 5.320, 50, segundo informações divulgadas nesta segunda-feira (26) pelo Ministério Público.
A Promotoria Eleitoral apurou que na época o Secretário de Agricultura, Pedro Silva, contratou desnecessariamente mais de 20 servidores, que tiveram sua atuações desviadas de suas devidas funções e passaram a trabalhar no horário do expediente do órgão, para a campanha eleitoral de 2016, do seu irmão Miguel, que estava como presidente da Câmara de Vereadores do município de Marabá. Além disso, após ter sido nomeado, Pedro Silva, determinou a realização de obras em zona rural, que tinha como objetivo obter votos para o irmão Miguel Gomes Filho.
Denúncia
Em setembro de 2016 a Promotoria de Justiça Eleitoral, representada pela promotora de Justiça, Cristiane Magella Silva Corrês, recebeu denúncia anônima constando que o Secretário Municipal de Agricultura teria vinculado grande número de servidores que não exerciam suas funções e, diante disso, foi instaurado Procedimento Preparatório Eleitoral para apurar os fatos.
Ao longo da investigação realizada pelo Ministério Público Eleitoral, foram colhidas provas testemunhais e documentais que atestavam os fatos de que Miguelito e Pedro Silva utilizavam de suas funções públicas em beneficio de campanha eleitoral”, enfatizou a promotora Eleitoral Cristine Magella.

ALTAMIRA: JOVEM BUSCA ATENDIMENTO MÉDICO DEPOIS DE SER BALEADO

O jovem Douglas Linhares Moraes de 22 anos, por volta das 11h45 desta quarta-feira (28), procurou socorro em uma unidade básica de saúde na Rua João Coelho no Bairro Brasília, em Altamira no sudoeste do Pará. Ele foi alvejado com tiro nas costas no Bairro Paixão de Cristo, segundo profissionais do posto de saúde, ele chegou correndo implorando por atendimento, a vítima foi atendida e recebeu os primeiros socorros, em seguida foi encaminhado para a unidade de pronto atendimento, com quadro estabilizado ele foi levado para o Hospital Regional e passou por cirurgia.
A polícia militar esteve no Bairro Paixão de Cristo em busca de informações sobre o acusado pelo crime, ele teria fugido sentido estrada da Serrinha, buscas foram realizadas mas até a tarde desta quarta-feira ninguém tinha sido preso. A motivação do crime ainda não foi levantada pela polícia.

Por: Felype Adms
Fonte: Xingu230

POPULAÇÃO BLOQUEIA TRANSAMAZÔNICA PRÓXIMO AO MUNICÍPIO DE BRASIL NOVO - PA EM PROTESTO A OBRAS INACABADAS

A Rodovia Transamazônica – BR 230, foi bloqueada na manhã desta quarta-feira (28) na altura do Km 41 entre os municípios de Brasil Novo e Altamira. O Bloqueio começou por volta das 06:00 horas da manhã quando moradores da comunidade Carlos Pena Filho, km 40 de Brasil Novo no Sudoeste do Pará, decidiram se manifestar e chamar a atenção do DNIT sobre as obras inacabadas no trecho. Os motoristas de transportes alternativos também aderiram ao movimento e fecharam a via.
Durante a manifestação o Deputado Federal Zé Geraldo, que em 2014 participou de uma caminhada em Brasil Novo por agradecimento ao asfaltamento da Rodovia Transamazônica, falou com a comissão por telefone e disse que o prolema é financeiro e que deve tentar uma negociação para que o trecho receba novos investimentos.
Após negociações entre a Polícia Rodoviária Federal, já por volta das 11 da manhã, os manifestantes decidiram liberar a via sob a promessa de uma reunião em Altamira com a presença do Ministério Público, PRF, DNIT, Casa de Governo e uma comissão de negociação.

Matéria Completa no vídeo

Por: Valdemídio Silva

POLÍCIA FEDERAL SUSPENDE EMISSÃO DE PASSAPORTES

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
A Polícia Federal (PF) suspendeu a emissão de novos passaportes. A medida vale para quem tentou fazer a solicitação depois das 22h de ontem (27). Usuários que foram atendidos antes desse período vão receber o passaporte normalmente.
Segundo o órgão, o motivo é o orçamento insuficiente para as atividades de controle migratório e emissão de documentos de viagem. Ainda de acordo com a PF, o setor atingiu o limite de gastos previstos na Lei Orçamentária da União.
A PF informou que o agendamento online do serviço e o atendimento nos postos da corporação vão continuar funcionando, mas não há previsão para que o passaporte seja entregue enquanto não for normalizada a situação orçamentária.

Fonte: Agência Brasil

PASTORAL DA TERRA MOSTRA DADOS DE AUMENTO DE ASSASSINATOS EM CONFLITOS DE TERRA NESTE ANO

Dados da Comissão Pastoral da Terra (CPT), revelados em audiência pública conjunta das comissões de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado e de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural, apontam que 42 pessoas foram assassinadas nos primeiros seis meses deste ano em conflitos de terras no País.
Nos doze meses do ano passado, foram 61 mortos, de acordo com o presidente da entidade, Dom Enemésio Lazzaris, bispo de Balsas (MA).
A audiência pública, promovida a pedido dos deputados Alberto Fraga (DEM-DF), Subtenente Gonzaga (PDT-MG) e Glauber Braga (Psol-RJ), debateu a violência no campo, principalmente depois de chacinas e conflitos registrados nos últimos dois meses.
Em abril, nove trabalhadores rurais foram mortos em Taquaruçu do Norte, distrito de Colniza (MT), a 1.065 km de Cuiabá, crime atribuído a um fazendeiro da região. As vítimas estavam em barracos erguidos na área rural quando foram rendidas, torturadas e mortas. Duas pessoas foram assassinadas com golpes de facão e, os outras sete, com tiros de espingarda calibre 12.
No início de maio, pelo menos 13 índios da etnia gamela foram atacados em uma aldeia localizada em Viana (MA) por homens armados com facões e armas de fogo. Dois índios tiveram as mãos decepadas e cinco foram baleados.
Casos julgados
O presidente da Comissão Pastoral da Terra atribuiu os conflitos à concentração fundiária do País e à impunidade. “Nos 31 anos em que a CPT registra os conflitos, ocorreram 1.834 assassinatos no campo. Destes, só 102 casos foram julgados. E só 31 mandantes e 91 executores foram condenados. A certeza de que não serão punidos faz com que os latifundiários optem pela violência”, disse Dom Enemésio Lazzaris.

O caso mais grave ocorrido neste ano foi a morte, em maio, de dez sem-terra durante uma ação policial na fazenda Pau D’Arco, no sudeste do Pará. Policiais militares, que cumpriam 16 mandados de prisão contra os suspeitos do assassinato de um vigilante da fazenda, ocorrido um mês antes, alegaram legítima defesa, versão contestada por testemunhas.
O deputado Delegado Éder Mauro (PSD-PA) defendeu os policiais e disse que eles foram recebidos a bala pelo grupo. Éder Mauro chamou os mortos de “bandidos” e refutou a acusação de que a tropa removeu os corpos do local, caso que está sendo investigado. Para o deputado, as vítimas foram socorridas pelos policiais. “O dever da polícia é socorrer. Agora, se eles vieram a óbito, o problema é deles”, disse.
Recursos
A falta de recursos e de estrutura de órgãos federais responsáveis pela regularização fundiária de assentados da reforma agrária e índios também foi objeto da audiência pública.

O presidente da Fundação Nacional do Índio (Funai), Franklimberg Ribeiro de Freitas, informou que 110 áreas indígenas estão sendo avaliadas, mas cortes orçamentários têm prejudicado a atuação do órgão.
O orçamento da Funai, segundo ele, caiu de R$ 194 milhões em 2013 para R$ 80 milhões em 2017. “Para fazer demarcação, precisamos de recursos”, disse.
O presidente da Funai se disse ainda preocupado com a diminuição do número de funcionários. Até 2020, segundo ele, metade dos cerca de 2,5 mil servidores do órgão terão direito à aposentadoria.
Para Freitas, a situação tem relação com os conflitos por terras reivindicadas por índios e fazendeiros. No ano passado, segundo a Secretaria Especial de Saúde Indígena, 137 índios foram assassinados no País. Mas o presidente da Funai não especificou se as mortes têm relação com conflitos fundiários.
Valdir Correia, assessor da Ouvidoria Agrária do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), também apontou a diminuição da estrutura do órgão como fator que pode ser relacionado à violência no campo. “Nossa estrutura está sucateada. Temos 3.400 funcionários, muitos deles prestes a se aposentar. Mas, mesmo nessas condições, o Incra não é omisso”, disse.
Assentamentos
A atuação do Incra e a política de reforma agrária foram criticadas pelo deputado Valdir Colatto (PMDB-SC). Ele citou dados do Tribunal de Contas da União (TCU) que apontam indícios de irregularidades em 578 mil lotes da reforma agrária, o que, segundo ele, não justifica invasões de terra no País. “Nós temos muitos assentamentos vazios no Brasil. Então o problema não é terra. O que nós precisamos é regularizar esses assentamentos e dar o título para que eles possam ser os verdadeiros proprietários e possam trabalhar e produzir”, disse.

Um dos autores do pedido de audiência pública, deputado Alberto Fraga (DEM-DF), justificou a iniciativa. “Eu, quando fiz o requerimento, foi porque algumas manchetes mostravam invasões de terras e propriedades privadas”, disse.

OPÇÃO DE APAGAR TEXTOS ENVIADOS CHEGA AO WHATSAPP

O WhatsApp teria oficializado uma função há muito tempo esperada pelos usuários do aplicativo: a de apagar mensagens enviadas. As informações, com instruções para o procedimento, foram publicadas no site de ajuda ao usuário do WhatsApp.
A boa nova para os usuários do app, no entanto, tem dois pontos importantes: o primeiro é que as mensagens só podem ser apagadas em até cinco minutos; o segundo é que a exclusão do envio indesejado deixará como resquício um aviso de “esta mensagem foi apagada”.

PROCEDIMENTOS

O WhatsApp explica que, nos aparelhos Android, bastará apertar detidamente a mensagem em questão e depois clicar em “Menu” e “Recuperar”.
Já os usuários de iPhone deverão apertar detidamente a mensagem e depois em “Recuperar”.

LIMITAÇÕES

Há ainda um último detalhe na nova função do WhatsApp: ela só estará disponível quando todos os interlocutores estiverem usando a última versão do aplicativo.

OBJETO ESTRANHO CAI DO CÉU EM COMUNIDADE RURAL DE ANAPU

Moradores tomaram um susto quando um objeto desceu do céu em direção a mata, durante a madrugada de terça-feira (27), o local fica próximo das residências na Vicinal Manoel Baiano, localidade a 10 km ao Sul da cidade de Anapu no sudoeste do Pará, ninguém se feriu. Pedaços de placa solar e fiações ficaram espalhados em uma área de capoeira, alguns moradores não sabiam explicar do que se tratava, alguns especularam que seria um satélite, mas diante das fotos enviadas ao site Xingu230 os destroços se assemelham a equipamentos usados pelo Projeto Loon.
Moradores confirmaram que pedaços de balão também foram vistos nas árvores, chegando a conclusão de que o aparelho pertence a gigante Google e integra um projeto para levar conectividade à comunidades isoladas. O “Projeto Loon” da empresa Norte América existe desde 2013 e começou na Nova Zelândia, já foi testado no Brasil em 2014 em uma região isolada no Piauí, esse que caiu possivelmente saiu de rota das correntes de ar como são direcionados pelo mundo.
Esse não é o primeiro caso de queda dos balões do Projeto Loon na Amazônia, em Fevereiro uma estrutura parecida também caiu a 113 k de Manaus no Amazonas, em uma área de mata ninguém se feriu. No dia 20 de abril, outra estrutura como a da foto também caiu na Zona Rural da cidade de Itupiranga, sudeste do Pará, apesar de descer próprio a uma propriedade, ninguém se machucou.
Em Dezembro de 2016, um balão também caiu no estado do Piauí, na época, a Google confirmou o acidente e “pediu desculpas pela surpresa” e informou que uma equipe treinada fez a remoção do objeto. Piauí foi o primeiro estado brasileiro a receber o projeto de internet da Google.
O Projeto
Projeto Loon é um projeto de pesquisa e desenvolvimento que está sendo desenvolvido pelo Google com a missão de fornecer acesso à Internet para áreas rurais e remotas. O projeto usa balões de alta altitude colocados na estratosfera, a uma altitude de cerca de 20 km para criar uma rede sem fio com velocidade semelhante a de 3G das redes de telefonia móvel.

Por: Felype Adms (com informações de Moises Soares/Anapu) 
Fonte: Xingu230

POLÍCIA FAZ OPERAÇÃO DE COMBATE A CRIME DE ROUBO NA CIDADE DE URUARÁ, OBJETOS E VEÍCULOS SÃO RECUPERADOS

Uma ação conjunta da Polícia Civil e da Polícia Militar recuperou 3 motocicletas e vários objetos produtos de roubo na cidade de Uruará, sudoeste do Pará. A ação policial ocorreu no final da tarde desta terça-feira, 27 de junho, e contou com a participação de policiais da equipe de plantão da Polícia Civil, EPC Ivan Santos, IPC José Tadeu e DPC Walison Damaceno, e policiais da 13ª Companhia Independente de Polícia Militar, Sd Pereira, cb Marcos Novais, Sd Marcelo e Tenente Marques
Os indivíduos suspeitos de cometerem os roubos, inclusive com emprego de arma de fogo, conseguiram fugir com a chegada da polícia ao local onde os mesmos escondiam os produtos de crime, uma casa da área de invasão ao lado do Projeto Habitacional Minha Casa Minha Vida, Bairro Pimentolândia. Os policiais fizeram uma varredura na área, mas os indivíduos tomaram rumo ignorado e não sabido.A ação policial foi montada após a ocorrência de alguns assaltos no perímetro urbano com roubo de celulares e motocicleta nos últimos dois dias. Uma denúncia anônima levou a polícia até uma residência do mencionado bairro da zona sul da cidade e no local foram encontradas escondidas duas motocicletas e alguns objetos. 3 indivíduos estavam na casa e fugiram com a chegada dos policiais. Segundo informou a polícia civil, os indivíduos já foram presos ou apreendidos outras vezes pela mesma prática de crime.
No momento em que nós chegamos no local os indivíduos correram, tendo em vista que é uma área de difícil acesso, eles conseguiram se evadir, no entanto dentro da residência encontramos 3 motocicletas que são produtos de crime de furto ou roubo, e alguns outros objetos que serão levados para a delegacia para averiguarmos a procedência dos mesmos”, informou o delegado Walison Damasceno.
Mais uma vez a população nos ajudou a fazer o nosso serviço. Nós recebemos uma denúncia e nós viemos aqui verificar e conseguimos recuperar 3 motos e alguns utensílios de cozinha, uma lavadora de roupa, duas botijas de gás, um tambor, provavelmente tudo isto deve ser fruto de algum crime, já que estes camaradas conhecidamente não trabalham, são acostumados a serem apresentados na justiça e todas as vezes que são soltos voltam a praticar o mesmo tipo de crime”, relatou o tenente PM Marques.
Dos 4 suspeitos dois são menores de idade, sendo que um deles estava apreendido até esta segunda-feira, 26, e outro foi apreendido nesta segunda-feira e deve permanecer fora de circulação. Os outros 3 indivíduos, todos já identificados, estão foragidos e a polícia continua com as buscas dos mesmos, ainda segundo informou a polícia civil, o menor foragido tem outros 3 procedimentos contra ele e será representado pelo pedido de uma medida cautelar de busca e apreensão do mesmo e contra os outros dois indivíduos será representado pelo pedido de prisão dos mesmos. A polícia ainda não divulgou os nomes dos foragidos.

Fonte: Sistema Regional de Comunicação

terça-feira, 27 de junho de 2017

MANHÃ DE PROTESTOS EM PLACAS APÓS DERROTA DE 10 A 1 DOS SERVIDORES DA EDUCAÇÃO PARA O EXECUTIVO

O projeto 246/2017 de autoria do Executivo Municipal do Município de Placas foi aprovado por 10 a 01 em meio a protestos de funcionários públicos.
A Sessão da Câmara de Vereadores foi um pouco tensa nesta segunda-feira no município de Placas, tudo porque esteve em pauta para apreciação e votação o Projeto 246/2017 que substitui a lai 166/2009, curiosamente criada durante o mandato do Ex-prefeito Maxuel Brandão que atualmente é Secretário Municipal de Administração e esposo da Atual Prefeita. Dos onze vereadores, apenas um votou contra o projeto.
Ontem a sessão chegou a ser interrompida e a votação suspensa, mas a tarde a sessão foi reaberta e o projeto foi votado e aprovado pela maioria dos vereadores. Logo após o resultado os servidores da educação se reuniram na sede do SINTEPP para discutir sobre a aprovação do projeto e decidiram em continuar com a greve geral e hoje pela manhã, professores, pais e comerciantes se uniram em uma carreata pelas ruas da cidade em protesto à aprovação do projeto e pedindo permanência da lei 166.

Após a notícia do interrompimento da sessão de ontem e o possível adiamento da votação do projeto O Blog Brasil Novo Notícias tentou contato com a prefeita Raquel Brandão que ignorou a mensagem. Tudo leva a crê que ela estava certa do retorno da sessão e da aprovação do projeto.
A insatisfação é grande entre os servidores da educação no município.
Matéria No Vídeo:
Por: Valdemídio Silva

MORADOR DE URUARÁ CAI NO GOLPE DO FALSO SEQUESTRO

No final da tarde desta terça-feira, 23, um trabalhador autônomo da cidade de Uruará, sudoeste do Pará, passou por momentos de aflição ao atender o telefone. Dalcy Lima da Silva, 48 anos, que trabalha como eletricista, prestava serviço para uma clínica médica da cidade quando o seu celular tocou, eram criminosos ligando para o profissional da área elétrica alegando que haviam sequestrado a sua filha de 21 anos de idade. Mesmo com toda sua experiência de vida Dalcy entrou em estado de preocupação imediatamente. Dois indivíduos do outro lado da linha diziam palavras de ameaças contra a vida de sua filha.
No momento do desespero o eletricista interrompeu o trabalho que fazia e foi a uma casa lotérica onde efetuou um depósito numa conta bancária no valor de R$ 400,00. “Era por volta de 16 horas e 45 minutos desta terça-feira (23), eu estava trabalhando lá de frente clínica médica do Bairro Jardim Morumbi quando de repente apareceu uma ligação privada. Quando eu atendi já ouvi uma voz como se fosse a minha filha pedindo socorro. Subitamente eles como se tivessem tomado o telefone da mão da minha filha e falaram que tinham vindo para Uruará para pegar a filha de um empresário, mas infelizmente haviam pegado a minha filha enganado. Mas que eu tinha que pagar valor de R$ 1.000,00 pra eles liberarem minha filha. Eu falei para eles que o dinheiro que eu tinha no bolso era R$ 200,00. Mas eles apelaram até que exigiram que eu arrumasse R$ 400,00. Eu fui com o pessoal da Clínica médica e peguei  R$ 400,00 emprestado e fui até a casa lotérica falando o tempo todo com eles. Quando eu cheguei na casa lotérica eles me informaram o número da conta para eu fazer o depósito e aí eu depositei. Quando eu saí fora eles pediram pra mim comprovar se o depósito havia sido feito, passaram o telefone como se fosse para a minha filha que estava chorando, aí outro já me falou que eu tinha que depositar mais R$ 600,00. Aí eu entrei em desespero, desliguei o celular e corri até a casa da minha filha pra saber se ela estava lá para poder cassar jeito de me controlar. Bati palma e ela apareceu, e foi um alívio. Não é fácil passar um apuro quanto eu passei. Eles me diziam que não era para mim me aproximar da polícia porque eles estavam com o carro cheio de arma, e que se eu não fizesse conforme eles estavam pedindo eles iriam matar minha filha. Vou procurar a delegacia de polícia para registrar um Boletim de Ocorrência”, contou o eletricista.
Não foi a primeira vez que criminosos aplicam esse tipo de golpe a moradores de Uruará, em janeiro de 2016 um açougueiro do Mercado Municipal perdeu R$ 1.000,00 quando os criminosos alegaram ter sequestrado o seu filho. No município várias pessoas já receberam ligações semelhantes.

PROJETO DE MELHORAMENTO GENÉTICO EM GADO LEITEIRO SERÁ IMPLANTADO EM URUARÁ

Produtores de gado leiteiro no município de Uruará passarão a contar com um novo modelo de atuação no ramo leiteiro. Está em fase de implantação no município o projeto de melhoramento genético em gado leiteiro, através do projeto os produtores rurais adotarão para o rebanho a reprodução por Inseminação Artificial, o projeto é coordenado pela Secretaria de Agricultura, do governo Nossa Terra Nosso Futuro. De acordo com a secretaria, o objetivo é melhorar geneticamente os animais e aumentar a eficiência produtiva dos rebanhos.
No dia 23 de junho de 2017 ocorreu uma reunião para discutir sobre o projeto e seu início de execução, que agregou cerca de 80 famílias de produtores rurais das vicinais 224, 219, 230 e adjacentes, num galpão dos agricultores da Comunidade João Lopes, no km 224 sul, na zona rural do município.
Estiveram presentes na reunião o Secretário de Agricultura, Raphael Brandão, o gerente do Banco da Amazônia, Julio Cesar, o chefe da CEPLAC/Uruará, Jailson Brandão, Médico Veterinário da Secretaria de Agricultura, Sérgio Pollmeier e a chefe da EMATER/Uruará, Edjane Oliveira.
O interesse dos produtores mostra a necessidade que eles tem de melhorar geneticamente o rebanho e com certeza nós teremos sucesso na implantação do projeto”, disse o veterinário da Secretaria de Agricultura, Sérgio Pollmeier.
Para nós esse projeto é muito importante, porque o ramo nosso é esse, leite, e com o melhoramento genético do gado leiteiro vamos ter uma produção maior e mais renda”, destacou a produtora Rosineide Santil moradora da comunidade Planalto.
Esta é uma necessidade que temos no município, porque nós ainda temos dificuldade com a produção de leite, é preciso colocar tanque e muitos lugares não tem e é uma renda que a gente puxa ela com gosto porque está vendo um bezerro crescer e vê o leite da vaca todo dia, é um bom negócio para quem puder ter uma vaca leiteira boa”, disse o produtor Tídimo Nonato de Sousa.
Vamos trabalhar para alavancar essa economia (economia do município) e aqui no travessão 224 sul nós estamos começando na parte da agricultura com o projeto da inseminação artificial para o melhoramento genético do gado de leite e o principal beneficiado é o produtor rural”, enfatizou o secretário Rafael Brandão.
O processo de inseminação artificial em bovinos é considerado uma “revolução” no sentido de possibilitar o melhoramento do gado.
Por meio de programas de melhoramento genético, os produtores podem melhorar a produtividade do seu rebanho, agregando valor a sua produção e melhorando o retorno econômico na atividade leiteira.

Fonte: Sistema Regional de Comunicação