terça-feira, 26 de fevereiro de 2019

JUSTIÇA NEGA LIBERDADE A ACUSADO DE EXECUTAR RADIALISTA EM BRAGANÇA

(Foto: Acervo Pessoal)

A Seção de Direito Penal do Tribunal de Justiça do Pará negou, nesta segunda-feira (25), o pedido de liberdade ao réu Dione de Sousa Almeida. Ele é denunciado por suposto envolvimento na morte do radialista Jairo Sousa, em Bragança, nordeste paraense.
A defesa do acusado alegou a falta de fundamentação para a prisão, mas a relatora do Habeas Corpus, desembargadora Maria Edwiges Lobato, destacou estar devidamente fundamentado o decreto preventivo, que atende à necessidade da garantia da ordem pública e da aplicação da lei penal.
De acordo com os autos do processo, o crime foi cometido em junho de 2018, em frente ao prédio onde funciona a Rádio Pérola FM, quando o radialista Jairo Sousa chegava para mais um dia de trabalho.
Conforme a denúncia, Dione foi quem disparou contra o radialista, que foi atingido por dois disparos. Jairo chegou a ser socorrido e levado para o Hospital Santo Antônio Maria Zaccaria, mas não resistiu aos ferimentos.
Além de Dione, foram denunciadas outras nove pessoas pelo crime, que teria sido encomendado. Jairo apresentava o programa ‘Show da Pérola’ na Rádio, no qual fazia denúncias contra várias pessoas.

Fonte: DOL com informações do TJPA)

Nenhum comentário:

Postar um comentário