quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019

POLÍCIA CIVIL DEFLAGRA SEGUNDA FASE DA OPERAÇÃO HERA NO INTERIOR DO ESTADO


A Polícia Civil deflagrou, nesta quarta-feira (20), a segunda fase da Operação Hera, que tem por objetivo dar cumprimento a mandados de prisão decretados pela Justiça contra indiciados por crimes no âmbito da violência doméstica por equipes de policiais civis das Delegacias Especializadas no Atendimento à Mulher (DEAMs).
Sob coordenação da Diretoria de Polícia do Interior (DPI), a operação saiu às ruas, por volta de 6 horas da manhã, mobilizando as equipes das DEAMs localizadas em 15 regiões do interior do Estado. Até o momento, 21 pessoas foram presas. As prisões ocorreram nas regiões de Castanhal, Barcarena, Abaetetuba, Bragança, Santarém e São Félix do Xingu.
A operação vai se estender ao longo do dia. Os presos estão sendo levados para as sedes das DEAMs. O nome da operação é uma alusão à deusa grega da mulher, protetora do casamento e dos filhos. O diretor de Polícia do interior da Polícia Civil, delegado José Humberto Melo, explica que algumas prisões foram realizadas há uma semana, por conta do "princípio da oportunidade", mas que também fazem parte dos levantamentos realizados para levantar mandados de prisão expedidos pela Justiça para serem cumpridos nessa segunda fase da operação.
Entre as prisões já realizadas, nesta quarta-feira (20), estão as realizadas na região do Salgado, no nordeste do Pará, pela equipe da DEAM da região de Castanhal sob comando da delegada Lidiane Pinheiro, com o apoio da equipe do Núcleo de Apoio à Investigação (NAI) da região e da Superintendência da Região de Castanhal. Cinco mandados de prisão e dois de busca e apreensão foram cumpridos na região. Policiais civis da DEAM de Bragança deram cumprimento a dois mandados de prisão preventiva por crimes de estupro de vulnerável no dia de hoje. No último dia 15, uma pessoa foi presa por mandado de prisão preventiva por violência doméstica contra a mulher.
Em Barcarena, a equipe da DEAM e Deaca (Delegacia Especializada no Atendimento à Criança e Adolescente) cumpriu, até o momento, quatro mandados de prisão preventiva. Três dos presos respondem por estupro de vulnerável (menor) e um por favorecimento à exploração sexual de adolescentes. Em Abaetetuba, policiais civis da DEAM local efetuaram quatro prisões. Destas, foram três cumprimentos de mandado de prisão preventiva e um de prisão em flagrante por lesão corporal, ameaça e maus tratos contra idoso (filho contra mãe).
Em Santarém, policiais civis da DEAM do município prenderam, nesta quarta-feira (20), Raimundo Nonato de Sousa Soares, 25 anos, por ter ameaçado de morte e efetuado disparos com arma de fogo no muro da casa da ex-namorada e ainda por ter agredido fisicamente a atual companheira e a ameaçado de morte. Raimundo responde a quatro inquéritos policiais na Delegacia da Mulher de Santarém. Diante dos crimes, a delegada Luanda Tupiassú formulou pedido de prisão preventiva contra o acusado. Ainda, em Santarém, a Operação Hera resultou nesta quarta (20), no cumprimento do mandado de prisão preventiva de Jucivaldo Sousa Nunes, 45 anos, pela prática do crime de estupro contra uma adolescente.
No último dia 17, por cumprimento de mandado de prisão preventiva, foi preso Josias Santos de Almeida, apontado como autor do crime de estupro de vulnerável que vitimou uma menor de doze anos, em janeiro de 2019. As investigações são presididas pela delegada Raissa Beleboni da Deaca de Santarém e foram iniciadas após denúncia anônima feita ao Conselho Tutelar. "O mandado cumprido faz parte da operação Hera e teve que ser cumprido no dia 17 em razão da urgência e gravidade do fato", explica a delegada. 

Fonte: PC/PA

Nenhum comentário:

Postar um comentário