terça-feira, 23 de outubro de 2018

URUARÁ: POLÍCIA CIVIL PRENDE DOIS SUSPEITOS DE PARTICIPAÇÃO DIRETA NA MORTE DO PECUARISTA FLORISVALDO FERREIRA

UM CASAL FOI PRESO EM URUARÁ SUSPEITO DE ASSASSINATO DO PECUARISTA FLORISVALDO FERREIRA
A Polícia Civil deflagrou na tarde desta sexta-feira, 19 de outubro, a primeira fase da Operação "Justiça no Campo" em Uruará, sudoeste do Pará, para cumprimento de mandado de prisão preventiva expedido pela justiça em desfavor de dois indivíduos suspeitos de participação direta na morte do fazendeiro Florisvaldo Ferreira, conhecido como Florim, e seu funcionário Francinaldo Santos, conhecido pelo apelido de Neguinho, duplo homicídio ocorrido no dia 30 de julho de 2018 numa propriedade rural do km 170 sul. Segundo informações da polícia, os dois indivíduos (um homem e uma mulher) foram presos na zona rural do município, a 70 km do centro urbano de Uruará, mas que ainda não é possível divulgar a identidade dos mesmos, devido ao sigilo das investigações que ainda estão em curso. 
Cumpriu o mandado de prisão a equipe de plantão da Polícia Civil, EPC Leandro, IPC Michel, IPC Eládio e DPC Gabriel.
Ainda de acordo com a polícia civil, o cumprimento de mandado de prisão preventiva foi possível com as investigações acerca do duplo homicídio referido, os fatos apurados foram apresentados ao Ministério Público e ao Poder Judiciário local, os quais concordaram que seria cabível a prisão preventiva dos suspeitos.
As investigações continuam para confirmar as suspeitas bem como identificar os demais participantes nas duas mortes. Os dois suspeitos presos estão recolhidos na carceragem da delegacia de polícia em Uruará a disposição da justiça.


Relembre o crime

Um caso de execução com duas mortes ocorreu na madrugada de segunda-feira, 30 de julho de 2018, no km 170 sul, zona rural do município de Uruará, numa fazenda de gado a 37 km do centro urbano.

O proprietário da fazenda, o pecuarista Florisvaldo Ferreira e um empregado identificado pelo nome de Francinaldo Santos, de apelido Neguinho, foram assassinados a tiros e a casa da fazenda foi incendiada, até um carro e 2 motocicletas que haviam na residência foram devorados pelo fogo. Segundo informações apuradas por nossa reportagem, 4 homens armados com duas espingardas e duas armas curtas, chegaram a fazenda por volta das 3 horas da madrugada. Os indivíduos dominaram o dono da fazenda e o executaram. Florisvaldo Ferreira foi assassinado brutalmente com um tiro na nuca, e o funcionário foi executado com um tiro nas costas. Ainda segundo informações, os quatro homens estavam encapuzados, armados e dirigindo uma camionete, os mesmos invadiram a casa da fazenda, pediram dinheiro e como o pecuarista não tinha, os criminosos o executaram e em seguida o seu funcionário, roubaram uma moto, uma tv e por fim colocaram fogo na residência.
Desde o dia do crime a família do pecuarista (cujos filhos são advogados) e amigos pedem justiça. Com a prisão dos primeiros suspeitos a polícia começa a dar a resposta para a sociedade sobre o caso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário