quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

FUNCIONÁRIOS DA ADMINISTRAÇÃO ANUNCIAM GREVE EM BRASIL NOVO

Durante uma reunião com representante da administração, funcionários da Prefeitura de Brasil Novo no Sudoeste do Pará, anunciaram e oficializaram greve no município.

Os servidores municipais foram recebidos, na manhã desta quinta-feira, por Rogério Oliveira no Gabinete da Prefeita onde foi questionado pelos funcionários sobre o atraso de três meses nos pagamentos dos salários. Em resposta, Rogério informou que o que está ao alcance da gestão municipal está sendo feito e que esperam uma resposta positiva por parte da Receita Federal, mas que a Prefeita está buscando todos os meios possíveis para que possa regularizar a situação – “Estamos fazendo o possível e todos os a Prefeita Marina está buscando todos os meios possíveis para resolve a situação de vocês, o que eu não posso é afirmar uma data porque, nem pra mim, nem para a Prefeita e nem à vocês a Receita dá uma previsão dizendo “É AMANHÔ. Com tudo que está acontecendo ainda estamos mais tranquilo do muitos municípios por aí. Eu não reclamo de nenhuma situação. O que vocês quiserem fazer façam dentro da lei para que vocês estejam respaldados e quero deixar claro que não sou contra vocês em nenhum momento”. – afirmou Rogério.

A servidora municipal Durcelinia de Assis, garantiu que os funcionários irão respeitar o limite permitido por lei que é de 30% de paralisação dos serviços e pediu para que o governo continue dedicando esforço para resolver os problemas dos salários – “Nós vamos manter os trabalhos prioritários que são a coleta d lixo e o abastecimento de água assumindo a manutenção dos 70% dos serviços como fomos orientados pelo advogado e pedimos que tentem pressionar de uma forma  ou de outra resolver nossa situação porque não é fácil ficar na situação que a gente está”. Apelou a servidora.

De acordo com o representante do Governo, caso não seja resolvido por Altamira até na sexta-feira dia 02, a solução será buscar diálogo com a Receita Federal em Santarém.

No Pará havia 14 municípios com FPM bloqueados até o mês passado, agora são apenas 07 e nesta região da Transamazônica estão nesta situação Uruará e Brasil Novo. Os outros Municípios do Estado embargados são Aurora do Para, Belterra, Novo Progresso, Parauapebas e Porto de Moz.


Por: Valdemídio Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário