sábado, 27 de janeiro de 2018

POLÍCIA CIVIL PRENDE AVÔ ACUSADO DE ESTUPRAR NETO DE OITO MESES EM URUARÁ

A Polícia Civil prendeu, nesta sexta-feira, 26, em cumprimento a mandado de prisão preventiva decretado pela Justiça, o idoso Francisco Moreira Gomes, de 63 anos, acusado de violentar sexualmente do próprio neto, um bebê de 8 meses de idade. A prisão do acusado foi realizada por uma equipe de policiais civis, na cidade de Uruará, no sudoeste do Estado. Francisco teve a ordem de prisão expedida pelo Judiciário com base em provas coletadas durante o inquérito policial instaurado na Delegacia do município para apurar a denúncia do crime. As investigações duraram aproximadamente três meses.
Segundo delegado Walison Damasceno, titular da Delegacia de Uruará e responsável pela apuração do caso, a mãe da criança foi quem compareceu à Unidade Policial para comunicar que seu filho havia sido abusado sexualmente. Segundo ela, o crime teria ocorrido dentro da residência da família, no mês de outubro do ano passado. A partir da denúncia registrada em boletim de ocorrência, a equipe policial da Delegacia do município passou a apurar os fatos e ouviu depoimentos de pessoas ligadas à família. Com o tempo, as investigações chegaram ao avô apontado, de início, como suspeito do crime. 

A partir das provas obtidas com relatos testemunhais, perícias e exames solicitados pela Polícia Civil, foi possível a conclusão do inquérito com o indiciamento do acusado e posterior requisição à Vara Única da Comarca de Uruará do mandado de prisão preventiva contra Francisco Moreira.
De acordo com o delegado, o acusado foi preso e conduzido à Delegacia do município, onde está recolhido à disposição da Justiça para responder pelo crime de estupro de vulnerável. Francisco foi ouvido durante o inquérito policial e negou as acusações. 

Fonte: PC/PA

Nenhum comentário:

Postar um comentário