sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

EM ALTAMIRA, DETENTOS FAZEM AGENTE PRISIONAL REFÉM E MATAM PRESIDIÁRIO

Presos obrigaram carcereiro a abrir a cela de Vanderley Lima, que foi morto a golpes de estoque.

Foto: Susipe
Na tarde desta quinta-feira (18), Vanderley da Silva Lima, de 26 anos, foi morto a golpes de estoque no Centro de Recuperação de Altamira (CRRALT), no Baixo Xingu. Um agente prisional foi feito refém por outros presos e obrigado a abrir a cela onde a vítima estava.
A Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado (Susipe) confirmou o assassinato do detento, que ocorreu por volta das 15h15, durante o horário do banho de sol. Segundo a Superintendência, um agente prisional que recolhia o lixo do bloco carcerário foi rendido por um grupo de presos, que aproveitaram a abertura da cela de medida disciplinar onde Vanderley estava para executá-lo.
Vanderley da Silva Lima respondia pelo crime de roubo qualificado e estava foragido desde 2013. A vítima foi recapturada há 3 dias. Apesar do susto, os detentos garantiram a integridade física do agente, que não sofreu nenhum ferimento e passa bem.
Dois presos assumiram a autoria do crime e irão prestar depoimento na Delegacia de Altamira. Ainda de acordo com Susipe, um inquérito policial será aberto para investigar o caso e a Corregedoria-Geral Penitenciária da Susipe também tomará as medidas necessárias. De acordo com a Diretoria de Administração Penitenciária, a unidade prisional opera dentro da normalidade.
Segundo a tenente Elizabete, oficial do 16º Batalhão da Polícia Militar (BPM), uma revista foi feita após a execução de Vanderley. Várias armas brancas, incluindo o estoque usado no assassinato, foram apreendidas.
O corpo de Vanderley foi removido para os exames periciais e ainda não foi liberado pelo Instituto Médico Legal (IML).

Fonte: Portal ORM

Nenhum comentário:

Postar um comentário