quarta-feira, 3 de janeiro de 2018

MEDICILÂNDIA: MORADORES FAZEM MUTIRÃO E REALIZA LIMPEZA EM RIO QUE CORTA A CIDADE.



Cansados de esperar pelo poder público moradores do bairro vila nova região sul da cidade de Medicilândia no sudoeste do Pará, aproveitaram os últimos dias de 2017 para limpar um trecho do Igarapé que corta a cidade. Durante o inverno o Igarapé transborda e a água invade as residências próximas.
Por conta do lixo e grande quantidade de mato que cresceu nas laterais e até mesmo dentro do leito, as famílias temem que os alagamentos aconteçam e causem estragos como aconteceu no inverno passado, na época o prefeito da cidade Celso Trzeciack prometeu obras no local pra que os moradores não passassem pelo mesmo problema, as obras até iniciaram, mas foram interrompidas porque a máquina uma retroescavadeira usada para fazer o serviço apresentou problemas mecânicos, e segundo o secretário de viação e obras do município Orlando Trzeciack, as obras devem recomeçar assim que a máquina passar por manutenção, por uma equipe que deve vir do município de Marabá.
Enquanto isso, voluntários seguiram pelas margens do rio tirando o mato e o lixo acumulado nos locais de difícil acesso, durante o trabalho realizado os próprios moradores gravaram um vídeo e divulgaram nas redes sociais onde chamam a atenção do governo, pra que resolva o problema.
A iniciativa partiu da própria comunidade que por várias vezes cobrou ações do poder público, mas como as obras não aconteceram e com a chegada do inverno pra não ter suas residências invadidas pela água, esse grupo de moradores arregaçaram as mangas e literalmente colocaram o pé na lama, pra tentar resolver o problema.
Moradores da área já tinham feito várias cobranças, pediram intervenção da câmara de vereadores e até um abaixo assinado chegou a ser encaminhado a prefeitura.
Além do bairro vila nova, o rio passa pelo centro da cidade, bairro liberdade e deságua no rio surubim, em todas essas localidades acontecem alagamentos durante o período chuvoso, no inverno passado várias famílias ficaram desabrigadas e perderam seus bens por conta das enchentes.
O que os moradores querem é que a prefeitura resolva a situação porque a vários anos eles sofrem com as enchentes causadas pelas fortes chuvas.
Por Renan Bezerra
Fonte: Xingu230

Nenhum comentário:

Postar um comentário