sexta-feira, 21 de julho de 2017

FUNAI CONCEDE ANUÊNCIA PARA O ASFALTAMENTO DO TRECHO PARAKANÃ

O trecho da BR-230, entre Novo Repartimento e Marabá, que tangencia a Terra Indígena Parakanã, finalmente foi liberado para as obras de asfaltamento. A tão esperada licença foi emitida pela Fundação Nacional do Índio (FUNAI), por meio do ofício nº 47/2017/CGLIC /DPDS, autorizando o início das obras naquele segmento da rodovia às margens da reserva indígena.

Esta obra é de grande importância econômica e também estratégica para toda a região, pois facilitará a ligação dos vários municípios à cidade de Marabá, tornando a viagem mais rápida, segura e confortável. A liberação ocorreu mediante o cumprimento de várias condicionantes exigidas pela FUNAI e respeitando todas as normas ambientais vigentes.

A expectativa do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (DNIT) para este ano, de acordo com seu cronograma de obras, é de concretizar os serviços de pavimentação até o rio Valentim (35 Km), avançando com as atividades de terraplenagem até o rio Bacuri, na divisa com as terras indígenas. Após a realização do levantamento topográfico em todo o trecho da rodovia às margens da reserva, é que se iniciarão as atividades de drenagem neste segmento da rodovia efetivamente.

Durante todas as etapas da obra haverá o acompanhamento por parte das esquipes da Gestão Ambiental da BR-230/422/PA, visando minimizar os possíveis impactos ambientais e garantir que todas as condicionantes sejam cumpridas. Uma das medidas exigidas pela FUNAI é o plantio compensatório de 5 espécies para cada planta de açaí suprimida (em virtude do seu aproveitamento econômico pela população indígena), além do aproveitamento comercial das palmeiras abatidas com a extração do palmito, revertendo o resultado econômico para as comunidades indígenas que os exploram.

Considerado por muitos anos como um pesadelo aos usuários da BR-230, o referido trecho repleto de atoleiros, buracos e erosões, quase intransitável no inverno amazônico finalmente será pavimentado. Com a liberação da FUNAI e as condicionantes atendidas, o DNIT aproveitará o verão para dar início às obras, tornando realidade o asfaltamento tão aguardado pela população e especialmente por motoristas, passageiros e comerciantes que trafegam pela região diariamente.

Por: Glícia Favacho
Assessora de Imprensa
Gestão Ambiental rodovia Transamazônica BR-230/PA

Nenhum comentário:

Postar um comentário