segunda-feira, 2 de julho de 2018

APÓS TRÊS MESES PRESO, PADRE AMARO SAI DA CADEIA


Após três meses preso, José Amaro foi posto em liberdade no final da tarde desta sexta-feira (29). A liberdade veio após uma decisão do TSJ, que por unanimidade, decidiu que a prisão do padre deveria ser relaxada. O pedido analisado pelos ministros levou em consideração as alegações da defesa que apontam falhas no inquérito policial, que se basearia apenas nas denúncias de latifundiários que já teriam sido alvos de denúncias de grilagem pelo próprio padre.
Ao deixar o presídio em Altamira, Amaro não chegou a falar com a imprensa, e a defesa voltou a reafirmar a inocência do seu cliente. Padre Amaro como ficou conhecido na região de Anapu, herdou da missionária Dorothy Stang, em 2005, a coordenação da CPT, a Pastoral da Terra, uma das entidades ligadas a igreja com maior influencia na área ambiental e social.
Acusado de cometer crimes de incitação a ocupação de áreas públicas, ameaças, assédio sexual, entre outros, Amaro agora responde às acusações em liberdade. Em nota a Prelazia do Xingu comorou a liberdade do religioso.
Nota
Nota oficial da Prelazia do Xingu
_“A verdade vos libertará” (Jo 8,32)_
Com grande alegria comunicamos que o nosso Padre José Amaro Lopes de Sousa, pároco de Santa Luzia em Anapu, neste dia de São Pedro e São Paulo foi contemplado com a decisão liminar do Supremo Tribunal de Justiça (STJ) de poder aguardar em liberdade a conclusão do processo que está sendo movido contra ele. Agradecemos a Deus por Padre Amaro estar de novo em nosso meio. Desde que foi preso sempre contou com nosso apoio, nossas orações e solidariedade. Somos imensamente gratos a todos os irmãos e irmãs que conosco se empenharam em favor de nosso padre. Continuamos pedindo a Deus por intercessão de Nossa Senhora de Nazaré, padroeira da Prelazia do Xingu, que esse processo seja finalizado o quanto antes, comprovando de uma vez por todas que os crimes imputados ao nosso padre carecem de toda consistência.
Altamira, 29 de junho de 2018
Dom João Muniz Alves OFM
Bispo-Prelado do Xingu
Dom Erwin Kräutler
Bispo-Prelado emérito do Xingu

Por: Karina Pinto
Fonte: Xingu 230

Nenhum comentário:

Postar um comentário